O QUE É FORÇA VOLUNTÁRIA?

Força Voluntária é um projeto apoiado pelo Fundo de Reconstrução do ICOM – Instituto Comunitário da Grande Florianópolis e executado pelo Instituto Voluntários em Ação, em parceria com a Defesa civil e outras organizações, que visa mobilizar, organizar e capacitar grupos de voluntários para agir em situações de desastres em Santa Catarina. Veja como fazer parte do Força Voluntária: 1. Clique em “Quero me Cadastrar” e preencha o formulário com seus dados. 2. Ao finalizar seu cadastro, clique em “Quero participar do projeto Força Voluntária”. 3. Escolha a vaga para ser voluntário em seu município. Caso não more em Santa Catarina, você pode ajudar sendo conteudista do projeto. 4. Pronto. Você será convocado para participar das capacitações presenciais e online e futuramente estará preparado e apto para ser um voluntário em prevenção e situações de desastres.

 

Parte de rodoviária desaba e deixa soterrados em Ouro Preto (MG)

4 de janeiro, 2012 por nayara

A rodoviária de Ouro Preto, cidade histórica de Minas Gerais (a 98 km de Belo Horizonte), foi atingida por um deslizamento de terra na madrugada desta terça-feira (3), provocado pelas fortes chuvas, deixando pelo menos dois mortos.Parte de rodoviária desaba e deixa soterrados em Ouro Preto (MG)

Segundo os Bombeiros, foi confirmada a morte de um taxista que estava dentro do carro que foi soterrado pela terra. O local era uma garagem de ônibus, que era utilizada também com ponto de táxi.

No final da manhã, outro corpo foi achado, mas sua identificação não foi confirmada.

Com o resgate do segundo corpo, chega a seis o número de mortes causadas pela chuva desde outubro do ano passado no Estado, que já tem 52 municípios em situação de emergência. De acordo com último boletim divulgado pela Defesa Civil, mais de 2 milhões de pessoas foram atingidas pelos estragos das chuvas.

Dos afetados, 9769 foram expulsos de suas casas: 9365 estão desalojados (que podem contar com ajuda de vizinhos e familiares) e 404 desabrigados (pessoas que perderam tudo e precisam dos abrigos públicos).

Estão no local 30 bombeiros do serviço operacional e administrativo, sendo que dentre eles especialistas em busca e resgate em estruturas colapsadas. Dois cães farejadores estão dando ajudando nas buscas. Segundo os bombeiros, as equipes continuam no local do deslizamento em busca de outras possíveis vítimas. O principal acesso à cidade histórica está bloqueado por quedas de barreiras.

Mortes

Com a morte dos taxistas, sobe para seis o número de mortos pelas chuvas. Na segunda-feira (2), a Defesa Civil confirmou quatro mortos em Minas Gerais em razão dos temporais que atingem o Estado.

Maria de Lourdes Estevão Rocha, de 78 anos, estava no quintal de sua residência, em Visconde do Rio Branco, na Zona da Mata mineira, quando houve o deslizamento de uma encosta por volta das 4h desta segunda. Ela foi soterrada e seu corpo foi encontrado por bombeiros e policiais militares.

Um prédio de dois andares, localizado na região noroeste de Belo Horizonte, desabou na madrugada. Onze moradores da edificação foram retirados pela PM momentos antes do desabamento. Um casal não conseguiu deixar o local, sendo que a mulher foi resgatada dos escombros e hospitalizada. O marido dela morreu no local.

As outras duas mortes foram registradas no ano passado. Em novembro, uma mulher de 27 anos morreu arrastada pelo rio em Governador Valadares, e, em outubro, um homem de 43 anos morreu atingido pela queda de árvore na cidade de Reduto.

Equipes de resgate ainda buscam uma mulher de 74 anos que está desaparecida em Santo Antônio do Rio Abaixo. Ela morava às margens do córrego dos Bambus, quando foi surpreendida pela súbita elevação do nível d’água, no dia 30 de dezembro de 2011.

Fonte: Uol Notícias e Portal R7
Imagem: Eduardo Trópia/O Tempo/AE
Acesso em: 03/01/2012
Pesquisado por Germana B. Rodrigues – Voluntária Online

Todos os campos são obrigatórios.